sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Motivação politica na Interdição da BR 316

Partidários e cabos eleitorais da conhecida "Família 22" de Santa Luzia do Pará, que estão nomeados ou prestando serviços para a prefeitura local, foram incentivados por suas lideranças a queimar pneus na BR 316, zona urbana do município, levando a interdição da via por mais de 3 horas na manhã de hoje (30).

Segundo informações que a turma da tal família 22 repassou na cidade, o ato teria sido  motivado por entender que a justiça não deveria ter expedido o mandato de segurança que assegura o retorno ao cargo do prefeito Lourival Fernandes de Lima até o final de seu mandato. Fator este que praticamente zerava as possibilidades dos mesmos receberem seus salários que estão atrasados por mais de 03 (dois) meses. Haja visto que ambos  foram contratados a partir do golpe dado pela referida família em fevereiro do corrente ano. 
DJ Judson chegando com pneus no caminhão do adaltinho
Mesmo com a grande mídia tentando repassar a imagem de que era a população luziense quem estava a frente da manifestação, acima, podemos observar que eram os próprios membros da "família 22" que chegavam a todo momento com o caminhão cheio de pneus para  serem queimados.

O que é mais estranho é o fato da policia local ver as pessoas realizando o ato de vandalismo e sequer deram um tiro de advertência o usaram o spray de pimenta como fizeram semana passada durante o protesto dos Índios Tembés.

Esperamos que os reais motivadores deste ataque a soberania do povo luziense, sejam responsabilizados judicialmente, pois a policia civil tem competência e tecnologia suficiente para apurar os fatos, além de colocar atrás das grades aqueles que impediram o constitucional direito de ir e vim dos cidadãos, causando terror.
Teve gente que achava que era comício da família 22

Programa Patrulhão 106 apresenta versão tendenciosa

O programa de maior audiência do Nordeste Paraense, Patrulhão 106, da rádio princesa fm de Capanema(Pa), veículo de comunicação coordenado por Rui Reis assessor do Deputado Federal Wladmir Costa (PMDB/PA), adversário politico do prefeito Louro do PT, apresenta versão tendenciosa referente a manifestação realizada por cabos eleitorais da "Família 22" na manhã de hoje (30) na BR 316, zona urbana de Santa Luzia do Pará.

Na ocasião o apresentador Jairo Sousa, afirma com todas as letras que seria a população do município quem estaria fazendo o ato, no entanto o que podemos observar eram apenas cabos eleitorais do prefeito eleito no ultimo dia 07 de outubro, que teve apoio de Wladimir, que faziam arruaças, inclusive quem deu a entrevista foi o Ex-diretor de comunicação Kácio Costa durante os 09 meses em que o prefeito Louro do PT esteve afastado do cargo. Confira...

Vereadora denuncia o que todos já sabiam

A vereadora, Lucia Machado (PT), afastada do cargo na duvidosa sessão do dia (16), denuncia em seu perfil no facebook o que todos comentavam em Santa Luzia do Pará. Ela afirma que supostamente as pessoas que estavam fazendo-se passar por membros da sociedade Luziense, teriam sido aliciados em troca de bebida para fazer número na sessão. 

Confira a postagem: "Apos a sessão do dia 16/11/12, na qual fui cassada da presidência e do mandato que o Povo mim consagrou o que parecia uma participação popular era apenas uma replicar dos comício dos 22, ao sabor de bebidas alcoólicas e muitas cervejas dentro e fora da Câmara, que segundo os funcionários tiveram que lavar a Câmara inundadas de restos de bebidas".

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Alguém tem que ser responsabilizado por isso!


Assim que Lourival Fernandes de Lima foi reintegrado ao cargo de prefeito em Santa Luzia do Pará, no ultimo dia 13 de novembro, sua equipe deu início a um minucioso levantamento dos bens pertencentes ao executivo municipal, ação desenvolvida por conta de inúmeras denuncias de supostos desvios do patrimônio publico. 

Como podemos observar, as denuncias tem fundamento pois de acordo com a assessoria do Prefeito Louro do PT, em todas as secretarias municipais existem fortes indícios do sumiço ou destruição deste patrimônio. 

O que mais revolta a população Luziense é ver que o maquinário doado pela então governadora Ana Júlia Carepa, através de convênio firmado entre o Governo do Estado e o município, que estão completamente deteriorados, em cima de troncos de madeira sem os pneus. Sem contar as máquinas do município que vem constantemente realizando serviços particulares nas fazendas e açudes da elite local, ao invés de estarem fazendo o serviço para qual foram doadas ao município. 

Esses são fatores que deveriam ser levados em consideração pelo Ministério Público ao avaliar o duvidoso processo de afastamento de Lourival Fernandes, processo este que vem sendo protelado por cerca de 09 meses, colocando em duvida toda a credibilidade do poder judiciário paraense, pois o afastamento seria apenas por 90 dias e o que o cidadão Luziense viu até o momento, foi o jogo de empurra com a barriga dos desembargadores do TJE/PA, o que favoreceu o grupo político que saiu vencedor das eleições do ultimo dia 07 de outubro.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Tembés protestam contra perseguição politica

A nação dos índios Tembé,  ocupou nesta segunda-feira (19) o prédio da prefeitura municipal de Santa Luzia do Pará, realizando um protesto contra a decisão da câmara de vereadores que afastou o prefeito Lourival Fernandes de Lima (PT), reintegrado ao cargo na terça (13), depois de 09 meses afastado do mesmo.

Os manifestantes só deixaram o local, depois de ter conseguido a ata da sessão da câmara municipal, que deliberou sobre o novo afastamento do prefeito eleito pelo povo luziense. Com o sucesso na missão, os indígenas cantaram e dançaram ao deixar o local. 

Na saída da prefeitura, os Tembés encontraram resistência por conta de partidários e cabos eleitorais do vice-prefeito Zaqueu Salomão, que esteve a frente da administração publica nos últimos 09 meses. 
O clima tenso foi controlado com a chegada da Polícia Militar e o retorno da tribo que foi escoltada pela polícia até a aldeia que é localizada no alto rio guamá, pertencente ao município de Santa Luzia do Pará. De acordo com a policia civil, um inquérito foi aberto para apurar a motivação do ato, no entanto a investigação deve ser feita no sentido apurar se houveram motivadores de ambos os lados, pois os índios manifestaram-se de forma pacifica, saindo do controle em alguns momentos e o partidários da conhecida família 22 os atacaram com pedra, pau e ovos. 

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Prefeito de Santa Luzia do Pará é reintegrado ao cargo

O Prefeito municipal de Santa Luzia do Pará, Lourival Fernandes, o Louro do PT foi reintegrado ao cargo na manhã de hoje (13), depois de 09 meses de um obscuro afastamento para investigação supostamente por improbidade administrativa que até o presente momento nada foi comprovado contra a sua pessoa.

Expedido pelo juiz de direito, Francisco Daniel Brandão Alcântara, que responde pelas comarcas de Santa Luzia do Pará e Capitão poço, o referido mandato tem por finalidade a garantia do cumprimento da decisão do Exmo. Ministro do STJ Ari Pargendler que prevê o retorno do prefeito ao seu devido cargo a mais de 90 dias.

O mandato já foi cumprido e neste exato momento a equipe do Governo Solidário esta fazendo um levantamento em todas as secretarias com o objetivo de averiguar como encontram-se as instalações e organizar para o inicio dos trabalhos que devem ser retomados ainda na manhã desta quarta-feira (14).

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Paysandu sobe à Série B após seis anos

Depois de seis anos na Série C, o Paysandu garantiu neste sábado (10), em Macaé, o retorno à segunda divisão do Campeonato Brasileiro. Mesmo perdendo por 3 a 2 para o time da casa, pelas quartas de final, se classificou porque havia vencido por 2 a 0 no Pará.

Os quatro semifinalistas da terceira divisão vão para a Série B de 2013. A catarinense Chapecoense, que eliminou o mato-grossense Luverdense, e o cearense Icasa, que superou o fluminense Duque de Caxias, já haviam avançado.

O clube paraense disputou a Série A pela última vez em 2005. Joga a terceira divisão desde 2007.No caminho para o título, agora, enfrenta o Icasa. Neste domingo (11), será conhecido o último classificado. Fortaleza e Oeste, que empataram por 1 a 1 em Itápolis, se reencontram na capital cearense. Os 13,5 mil ingressos foram vendidos mais de uma semana antes. A repetição do resultado provoca uma disputa de pênaltis. Empate a partir de dois gols classifica o clube paulista.

Subirão à Série C da próxima temporada o campeão invicto Sampaio Corrêa, do Maranhão empurrado por média de público superior a 35 mil espectadores em casa no mata-mata, o vice Crac, de Goiás, o Mogi Mirim, de São Paulo, e o Baraúnas, do Rio Grande do Norte.

Confira os jogos de volta das Quartas de Final da Série C:

Quinta-feira: Luverdense-MT 1x0 Chapecoense-SC [ida: 0x3]

Sexta-feira: Duque de Caxias-RJ 0x0 Icasa-CE [ida: 1x2]

Sábado: Macaé-RJ 3x2 Paysandu-PA [ida: 0x2]

Domingo: Fortaleza-CE x Oeste-SP [ida: 1x1]

O CAMPEÃO VOLTOU
Chegada a capital Paraense
2012 não começou muito bem para o Paysandu. Com um time formado basicamente por jogadores locais e das divisões de base, o Papão ficou apenas na 4ª colocação do Campeonato Paraense. Depois, com Lecheva no comando, o Papão consegui a primeira façanha do ano: chegou até as oitavas de final da Copa do Brasil, um fato inédito para o time da Curuzu.

Na Série C, o Papão repetiu alguns erros de anos anteriores. Antes de Lecheva, Roberval Davino e Givanildo Oliveira estiveram à frente da nação bicolor, com o primeiro contratando vários jogadores de fora. No entanto, brilhou mais forte a estrela de Ricardo Mendes, o Lecheva. Desde que entrou no comando da equipe, o grupo bicolor se soltou, se uniu mais e rumou para a vaga na Série B 2013.