quarta-feira, 30 de maio de 2012

Operações de crédito consignado crescem 11,16% em abril em relação ao mesmo mês de 2011

As operações de crédito consignado realizadas por aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) totalizaram R$ 2,556 bilhões em abril de 2012. Em valores nominais, isto é, sem considerar a inflação, o resultado foi 11,16% superior ao mesmo período de 2011, quando foram liberados R$ 2,299 bilhões. Em relação a março deste ano, quando houve registro de R$ 2,608 bilhões, a diminuição foi de 1,99%.

Em número de operações, abril de 2012 registrou 835.766 contratos, número 13,80% inferior ao de março de 2012, quando 969.519 contratos foram efetivados. Comparando com o mesmo mês de 2011, houve aumento de 0,14%. Em abril de 2011, a quantidade de operações correspondeu a 834.607 contratos.

Ao se considerar a margem consignável para empréstimo pessoal de até 30% da remuneração líquida dos aposentados e pensionistas, ou de até 20% caso o beneficiário possua um cartão de crédito, no primeiro quadrimestre de 2012 os valores consignados por meio de empréstimo pessoal representaram a quase totalidade das operações de crédito.

Empréstimo pessoal
Nessa modalidade, em abril de 2012 foram emprestados R$ 2,555 bilhões em 835.583 contratos efetivados. A soma dos recursos ficou 11,28% acima do registrado em igual mês do ano anterior, quando foram contratados R$ 2,297 bilhões.

Em número de operações, também houve aumento ao se comparar abril de 2012 com o mesmo mês de 2011. Foram realizadas 835.583 operações em abril deste ano e 829.916 no mesmo mês do ano passado, o que representou acréscimo de 0,68%.

Em relação a março de 2012, quando foram emprestados R$ 2,607 bilhões em 968.177 operações, foi registrada diminuição de 1,97% no valor e de 13,70% na quantidade de contratos.

Cartão de crédito
As operações com cartão de crédito registraram queda em abril deste ano em relação ao mesmo mês de 2011. O valor das operações foi de R$ 223 mil, 92,04% menor que o registrado em abril do ano passado, quando foram realizadas 4.691 operações, correspondentes a R$ 2,795 milhões. O número de contratos nessa modalidade, que somou 183, foi 96,10% inferior.

Renda
Em abril de 2012, do total de operações de empréstimo pessoal e com cartão de crédito, 468.733 foram efetuados por segurados com até um salário mínimo. Esses aposentados e pensionistas responderam por R$ 1,017 bilhão em operações. Nessa faixa de remuneração, os segurados contrataram, em média, R$ 2.169,49 em empréstimo pessoal e R$ 436,90 no cartão de crédito.

Na faixa salarial acima de um e até três salários mínimos foram contratados R$ 835 milhões, por meio de 251.562 operações, no valor médio de R$ 3.319,78 para empréstimo pessoal e R$ 1.509,03 para cartão de crédito. Na faixa acima de três salários mínimos foram liberados 115.471 contratos, equivalentes a R$ 704 milhões, no valor, em média, de R$ 6.099,13 para empréstimo pessoal e R$ 3.242,77 para cartão de crédito.

Faixa etária e número de parcelas
Do total de empréstimos concedidos em abril de 2012 – 835.766, correspondentes a R$ 2,556 bilhões –, 680.208, isto é, 81,39% dos empréstimos foram parcelados entre 49 a 60 meses.

Do total de operações realizadas no mês, 38,31% foram contratadas por segurados na faixa etária de 60 a 69 anos. A faixa etária de 50 a 59 anos foi responsável por 22,20% dos empréstimos, e a de 70 a 79 anos, por 23,28%.

Regiões
Das operações realizadas em abril de 2012, R$ 1,289 bilhão foi disponibilizado na região Sudeste, por meio de 391.342 contratos. São Paulo lidera tanto em volume quanto em quantidade de operações, com R$ 718 milhões em 203.629 contratos.

A região Nordeste vem em seguida, com 211.605 operações que correspondem a R$ 559 milhões. Na região, a Bahia é o estado em que mais se realizaram empréstimos, com 51.799 operações e um montante de R$ 144 milhões.

A terceira posição em valor contratado cabe à região Sul. As operações somaram R$ 442 milhões e totalizaram 141.522 contratos. O Rio Grande do Sul é o estado da região que mais contratou, com 62.087 operações, que corresponderam a R$ 196 milhões.

As 40.506 operações consignadas na região Centro-Oeste equivaleram a R$ 122 milhões. Goiás, com 16.178, correspondentes a R$ 47 milhões, tem os mais altos valores e número de empréstimos na região.

Na região Norte foram contratados R$ 105 milhões, que equivalem a 40.273 contratos. O Pará é responsável pelo maior número de operações, 21.950, e de valor contratado, que soma R$ 55 milhões.
Fonte: Ministério da Previdência Social.

Nenhum comentário: