segunda-feira, 30 de abril de 2012

Praças são centro de lazer e trabalho no interior do Pará

Moradores também utilizam o espaço para prática de exercícios físicos.
Em Paragominas, praça tem até conexão sem fio à internet.

 

As praças no interior do Pará concentram vários atividades: área de lazer, ponto de encontro, academia ao ar livre e até mesmo local de trabalho. Uma equipe da TV Liberal, afiliada da Rede Globo no estado, foi a algumas cidades conversar com os moradores sobre a situação das áreas verdes.

Em Paragominas, sudeste do Pará, a praça do centro da cidade funciona como área de interação entre os jovens, e também como um ponto turístico do município. Os idosos aproveitam o espaço para fazer exercícios físicos, como caminhadas, e as crianças, para se divertir. Já os estudantes aproveitam o local para fazer trabalhos e acessar as redes sociais, tudo graças a disponibilidade da internet sem fio. Os padrões de acessibilidade instalados na área permitem que portadores de necessidades especiais possam frequentar o local sem muitas dificuldades.

Já em Marabá, também região sudeste do estado, os moradores reclamam da falta de cuidados com a praça: equipamentos de academia ao ar livre estão deteriorados e o local, abandonado.

Quem vai a Castanhal, município localizado a 60km de Belém, pode visitar uma das 3 praças da cidade e aproveitar grandes áreas verdes, campo de futebol e academias ao ar livre. Os moradores da cidade aproveitam a oferta dos equipamentos de ginástica para economizar o dinheiro que seria investido em uma academia.

Fonte: G1 Pará – TV Liberal

Pará incrementa relações com a Ásia

 

O Pará pretende estreitar cada vez mais as relações comerciais com o continente asiático, principalmente com a Malásia e a China aprofundando técnicas nas áreas de plantio de palma e no segmento metal-mecânico. Nova comitiva do governo do Estado estará seguindo para os dois países na próxima sexta-feira. Serão nove dias de muitas visitas comerciais e de fechamento de negócios nos dois países, cujo saldo poderá ser altamente positivo para a balança comercial paraense em médio prazo.
A comitiva governamental-empresarial será liderada pelo governador Simão Jatene e contará também com a presença do secretario especial de produção, Sidney Rosa, empresários e representantes de entidades que possuem negócios no Pará e desejam investir em relações comerciais com os países. Sidney Rosa já esteve em julho do ano passado visitando empresas chinesas e buscando acordos comerciais espera prospectar possibilidades de negócios e acordos econômicos bilaterais aumentando o investimento nas exportações paraenses.
“A plantação de palma é muito importante pelo retorno econômico e pela intensidade na geração de emprego para o plantio e para a colheita do dendê. Agora vamos à Malásia, que é o segundo maior produtor mundial de óleo de palma, com quatro milhões de hectares plantado”.
O secretário diz que a meta é conhecer as experiências empresariais, de agricultura familiar e a Reforma Agrária do país. Queremos que, dentro de 10, 12 anos, o Pará alcance seu primeiro milhão de hectares plantados seguindo o modelo da Malásia”, aposta.
Sidney esteve no município do Moju para conhecer os primeiros 600 hectares de plantio de óleo de palma feitos por uma empresa chinesa, a convite do governo do Pará, acreditando que a região paraense é apropriada e fértil para o plantio de dendê. Em Shandong, província chinesa, o governador Simão Jatene entregará o título de terra, emitidos pelo Iterpa, para esses investidores e assinará um acordo de cooperação já negociado em julho passado, buscando novos empreendimentos que possam contribuir na geração de emprego e renda no Pará.
Na China, a comitiva prestigiará ainda a assinatura da empresa Oyamota do Brasil, com sede em Castanhal, com a empresa chinesa Kikihar, em Beijing, que é a maior produtora de vagões ferroviários do país. A meta é produzir esses vagões em Castanhal e exportá-los para todo o país. “Sabemos que a demanda de vagões no Brasil nos próximos anos será de 35 mil unidades e queremos que a Oyamota de Castanhal participando dessa produção vendendo inclusive para a Vale”. Saem de Belém em direção à Malásia uma comitiva de 44 pessoas. Desse total, apenas 24 seguem para a China.
Acordos poderão aumentar exportações
Com os acordos comerciais, o Pará poderá aumentar o leque de exportações de produtos para o mercado chinês, que é atualmente a segunda economia mundial, e visualizar quais produtos tem melhor entrada no país. Entre os produtos mais comercializados hoje estão os primários, principalmente os minérios de ferro, caulim, manganês e couros.
Produtos como a soja, madeira, peixes e carnes de aves congeladas aparecem timidamente nas exportações paraenses para a China, mas são considerados produtos com grande potencial de mercado exportador. Desde o ano passado, várias empresas demonstraram interesse em negociar com o Governo do Estado, sendo que o tucumã e o dendê são produtos aos quais despertam grande importância.
“A China é o nosso maior parceiro comercial e nessa viagem queremos diversificar cada vez mais a nossa pauta comercial. Queremos trazer para cá algo mais e fazer com que a China seja uma grande consumidora de nossos produtos de maneira verticalizada”, diz Fátima Gonçalves, diretora de Mercado e Atração de Investimentos da Secretaria de Indústria, Comércio e Mineração (Seicom).
A comitiva irá à província chinesa de Beijing, onde visitará empresas na área de equipamentos de metalurgia (fundição). “A Câmara de Comércio e Indústria Brasil-China nos representa lá e nos dará apoio. De lá seguimos para Shandong que já mandou nove comitivas aqui e que possui um projeto piloto aqui na plantação de dendê no Moju. É a primeira experiência dela fora da China e na área de Palma. Queremos mostra o Pará como um ótimo Estado para investimentos e para compra de produtos”, diz.
Outra área de interesse dos paraense é a metal-mecânica, já que o Estado está desenvolvendo um polo nesse segmento na região de Marabá e em mais seis municípios. ”Queremos trazer essas experiências para cá para ver como podemos adequar e aplicar à nossa realidade, dentro do que for viável”, coloca Fátima.
O Pará também mantém relações com a Coria do Sul que, segundo a diretora, está na fase de “namoro”, Outro país é a Martinica, região periférica da França, envolvendo a área do turismo e da biomassa. “A Martinica será nossa porta de abertura para a União Europeia, através da França”.
O governo também vem fazendo trabalhos de prospecção em países europeus, como Alemanha e Bélgica, que demonstraram desejo de investir no Estado, sobretudo na área da fruticultura, bastante rica em nossa região.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Bancada do PT participa de audiência no TJE em defesa do governo solidário de Santa Luzia do Pará

Os deputados estaduais Carlos Bordalo e Valdir Ganzer do PT/Pará, representando a bancada do partido na ALEPA, estiveram presentes na manhã de hoje (26), na audiência com a vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Pará, Desembargadora Heliana Abufayade.

Na ocasião, os parlamentares apresentaram a magistrada, todas as dificuldades que vem passando o município de Santa Luzia do Pará, com a ausência de serviços públicos essenciais, principalmente nas áreas da saúde e educação. 


Os deputados solicitaram do TJE, um parecer com maior celeridade referente ao pedido de liminar apresentado pela a assessória jurídica do prefeito Lourival Fernandes de Lima (PT), legitimo representante do executivo municipal, afastado do cargo no dia 27 de fevereiro pelo Ministério Publico do Pará, depois depois da armação articulada pela oposição. 
A nobre Desembargadora prometeu dar encaminhamento com a urgência em que o caso requer, além de um Juiz especifico para a comarca de Santa Luzia do Pará, o que aumenta a esperança de Lourival Fernandes de Lima, manter-se no cargo até o julgamento do mérito do Processo. Retorno este que deve acontecer dentro das próximas horas.

Luto em homenagem a jovem Julianne Siqueira

Há horas em nossa vida que somos tomados por uma enorme sensação de inutilidade, de vazio. Questionamos o porque de nossa existência e nada parece fazer sentido. Concentramos nossa atenção no lado mais cruel da vida, aquele que é implacável e a todos afeta indistintamente: as perdas do ser humano. 

Ao nascer, perdemos o aconchego, a segurança e a proteção do útero. Estamos, a partir de então, por nossa conta. Sozinhos. Começamos a vida em perda e nela continuamos. 
Paradoxalmente, no momento em que perdemos algo, outras possibilidades nos surgem. Ao perdermos o aconchego do útero, ganhamos os braços do mundo. Ele nos acolhe: nos encanta e nos assusta, nos eleva e nos destrói. E continuamos a perder e seguimos a ganhar. 

Perdemos primeiro a inocência da infância. A confiança absoluta na mão que segura nossa mão, a coragem de andar na bicicleta sem rodinhas porque alguém ao nosso lado nos assegura que não nos deixará cair... E ao perdê-la, adquirimos a capacidade de questionar. Por quê? Perguntamos a todos e de tudo. Abrimos portas para um novo mundo e fechamos janelas, irremediavelmente deixadas para trás. 

Estamos crescendo. Nascer, crescer, adolescer, amadurecer, envelhecer, morrer. Vamos perdendo aos poucos alguns direitos e conquistando outros. Perdemos o direito de poder chorar bem alto, aos gritos mesmo, quando algo nos é tomado contra a vontade. Perdemos o direito de dizer absolutamente tudo que nos passa pela cabeça sem medo de causar melindres. Assim, se nossa tia às vezes nos parece gorda tememos dizer-lhe isso. Receamos dar risadas escandalosamente da bermuda ridícula do vizinho ou puxar as pelanquinhas do braço da vó com a maior naturalidade do mundo e ainda falar bem alto sobre o assunto. Estamos crescidos e nos ensinam que não devemos ser tão sinceros. E aprendemos. E vamos adolescendo, ganhamos peso, ganhamos seios, ganhamos pelos, ganhamos altura, ganhamos o mundo. 

Neste ponto, vivemos em grande conflito. O mundo todo nos parece inadequado aos nossos sonhos. Ah! Os sonhos! Ganhamos muitos sonhos. Sonhamos dormindo, sonhamos acordados, sonhamos o tempo todo. Aí, de repente, caímos na real! Estamos amadurecendo, todos nos admiram. Tornamo-nos equilibrados, contidos, ponderados. Perdemos a espontaneidade. Passamos a utilizar o raciocínio, a razão acima de tudo. Mas não é justamente essa a condição que nos coloca acima (?) dos outros animais? A racionalidade, a capacidade de organizar nossas ações de modo lógico e racionalmente planejado? 

E continuamos amadurecendo, ganhamos um carro novo, um companheiro, ganhamos um diploma. E desgraçadamente perdemos o direito de gargalhar, de andar descalço, tomar banho de chuva, lamber os dedos e soltar pum sem querer.
Mas perdemos peso! Já não pulamos mais no pescoço de quem amamos e damos aquele beijo estalado, mas apertamos as mãos de todos, ganhamos novos amigos, ganhamos um bom salário, ganhamos reconhecimento, honrarias, títulos honorários e a chave da cidade. E assim, vamos ganhando tempo, enquanto envelhecemos. 

De repente percebemos que ganhamos algumas rugas, algumas dores nas costas (ou nas pernas), ganhamos celulite, estrias, ganhamos peso. e perdemos cabelos. Nos damos conta que perdemos também o brilho no olhar, esquecemos os nossos sonhos, deixamos de sorrir. perdemos a esperança. Estamos envelhecendo. 

Não podemos deixar pra fazer algo quando estivermos morrendo. Afinal, quem nos garante que haverá mesmo um renascer, exceto aquele que se faz em vida, pelo perdão a si próprio, pelo compreender que as perdas fazem parte, mas que apesar delas, o sol continua brilhando e felizmente chove de vez em quando, que a primavera sempre chega após o inverno, que necessita do outono que o antecede. 

Que a gente cresça e não envelheça simplesmente. Que tenhamos dores nas costas e alguém que as massageie. Que tenhamos rugas e boas lembranças. Que tenhamos juízo mas mantenhamos o bom humor e um pouco de ousadia. Que sejamos racionais, mas lutemos por nossos sonhos. E, principalmente, que não digamos apenas eu te amo, mas ajamos de modo que aqueles a quem amamos, sintam-se amados mais do que saibam-se amados. Afinal, o que é o tempo? Não é nada em relação a nossa grande missão. E que missão! Fique em Paz! 

segunda-feira, 23 de abril de 2012

União investe R$180 mil por km nas rodovias federais

Os investimentos públicos em rodovias ainda representam menos que 0,4% do PIB. “É muito pouco, ainda”, afirmou o coordenador de Infraestrutura Econômica da Diretoria de Estudos e Políticas Setoriais de Inovação, Regulação e Infraestrutura (Diset) do Ipea, Carlos Campos, durante sua apresentação do Comunicado 144 – Rodovias brasileiras: Investimentos, concessões e tarifas de pedágio, realizada nesta quinta-feira, 19. O diretor-adjunto da Diset, Lucas Ferraz Vasconcelos, e o assessor técnico da Presidência do Ipea, André Calixtre, também participaram da coletiva pública.

O estudo apontou que o custo do investimento privado cresceu aproximadamente 60% de 2002 a 2011. Já o investimento público cresceu acima de 100% no mesmo período.
A malha pública tem aproximadamente 57 mil quilômetros. As rodovias concedidas somam atualmente cerca de 15 mil quilômetros, somando os trechos estaduais.

Os investimentos feitos pelo setor privados se destinam principalmente à recuperação e manutenção das rodovias, enquanto os investimentos públicos também incluem a pavimentação e reestruturação da malha, o que acaba necessitando de maiores investimentos. Um agravante está no fato de as rodovias federais terem recebido poucos recursos ao longo dos últimos 25 anos, “portanto passaram por grande degradação, e a recuperação é mais onerosa, pois parte dessas vias precisam ser reconstruídas”, evidenciou Campos.

Isso explica porque o investimento público esta na faixa de R$ 180 mil por km (R$ 177,2 mil/km em 2011; R$ 188,6 mil/km em 2010). A malha concedida, de modo geral, está em condições muito adequadas, segundo Campos. O estado geral das condições de conservação das rodovias públicas eram bons ou ótimos em 17% dos casos em 2004 e 33,8% em 2011, uma alta de 98,8 pontos percentuais. As que estavam ruins ou péssimas eram 43,7 em 2004 e 32,1 em 2011, o que significa uma queda de 26,8%.

“Na medida em que se tem maior quantidade de rodovias em boas condições, os valores de investimento tendem a diminuir, pois os custos adicionais são menores. Com a nova etapa de concessões prestes a acontecer, com 3.663 quilômetros a serem disponibilizados ao setor privado, espera-se que o valor dos investimentos cresça, pois o setor vai assumir uma grande quantidade de quilômetros em condições ruins”, avaliou o pesquisador.

Concessões nos estados e tarifas

Campos ressaltou a necessidade de controle das receitas e despesas das concessionárias, para que elas não obtenham lucros excessivos e onerem desnecessariamente os usuários. Segundo ele, os preços dos pedágios pagos atualmente são mais altos porque nas primeiras concessões o risco-país era alto e taxa de juros também, além da falta de experiência do governo em lidar com a questão.

“O atual momento é de condições macroeconômicas muito melhores em termos de taxas de juro real, e temos experiência de cerca de 13 anos com esse tipo de concessão”, afirmou. A cobrança de tarifa das concessões feitas na década de 1990 tiveram um crescimento médio de 121% acima da taxa do IPCA, do início da cobrança até janeiro de 2011. Em Minas Gerais é praticado o menor valor de pedágio a cada 100 quilômetros (R$ 6,46), devido a administração ser realizada por meio de PPP, na qual a tarifa cobre apenas uma parte dos custos. A mais cara foi no Rio de Janeiro, de R$ 12, 93 por 100 quilômetros, seguida por São Paulo, com R$ 12,76.

A Tarifa Média nos Estados calculada no estudo é R$ 10, 87 a cada 100 quilômetros. A Tarifa Média Brasil, que é a média nas rodovias estaduais e federais, é de R$ 9,04 por 100 quilômetros. Já a Tarifa Média Internacional fica em R$ 8,80. (Ipea)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Feliz aniversário ao companheiro Edson Martins

Música, política e poesia combinam quando um petista faz aniversário, especialmente quando falamos de um grande companheiro como o Edson Martins. Militante da esquerda Luziense desde a década de 80, Edson completa 47 anos de nascimento no dia 19 de abril, dia em que é comemorado o dia do índio, povo que não tem muito o que se comemorar em Santa Luzia, devido o atraso de 3 meses no repasse do PAB Indígena, recurso que encontra-se na conta da Secretaria de Saúde e devia ser utilizado na saúde indígena. 

Martins é uma das principais referências do PT em Santa Luzia do Pará e região, devido sua  brilhante atuação nas comunidades eclesiais de Base da Igreja Católica, onde contribuiu decisivamente no processo de emancipação do município e na fundação local do Partido dos Trabalhadores. 

Secretário de confiança na administração do Prefeito Louro do PT, desde 2005, passando por várias secretárias, Edson foi o grande articulador politico e institucional da melhor gestão que este município já teve, claro, antes do golpe a democracia e a soberania do povo Luziense,  que ocorreu em fevereiro deste ano.

A militância Fica feliz de estar comemorando essa data com um valoroso companheiro, defensor da classe trabalhadora que tanto é perseguida pelos golpistas de plantão nas mais diversas comunidades da Bela Morena do Nordeste Paraense.

terça-feira, 17 de abril de 2012

Julianne Siqueira: Nunca pare de sonhar

Havia no alto de uma montanha três árvores. Elas sonhavam com o que iriam ser depois de grandes. A primeira, olhando as estrelas disse: eu quero ser o baú mais precioso do mundo e viver cheia de tesouros. 

A segunda, olhando um riacho suspirou: eu quero ser um navio bem grande para transportar reis e rainhas. A terceira olhou para o vale e disse: quero crescer e ficar aqui no alto da montanha; quero crescer tanto que as pessoas ao olharem para mim, levantem os olhos e pensem em Deus. 

Muitos anos se passaram, as árvores cresceram. Surgiram três lenhadores que, sem saber do sonho das árvores, cortaram as três. A primeira árvore acabou se transformando num cocho de animais, coberto de feno. A segunda virou um barco de pesca transportando pessoas e peixes todos os dias. A terceira foi cortada em vigas e deixada num depósito. Desiludidas as três árvores lamentaram os seus destinos. 

Mas, numa certa noite, com o céu cheio de estrelas, uma jovem mulher colocou o seu bebê recém-nascido naquele cocho. De repente, a árvore percebeu que continha o maior tesouro do mundo. A segunda, certo dia, transportou um homem que acabou por dormir no barco. E, quando uma tempestade quase afundou o barco, o homem levantou-se e disse PAZ!! E, imediatamente, as águas se acalmaram. E a árvore transformada em barco entendeu que transportava o rei dos céus e da terra. 

Tempos mais tarde, numa Sexta-feira, a árvore espantou-se quando as vigas foram unidas em forma de cruz e um homem foi pregado nela. A árvore sentiu-se horrível vendo o sofrimento daquele homem. Mas logo entendeu que aquele homem salvou a humanidade e as pessoas logo se lembrariam de Deus ao olharem para a cruz. 

O exemplo das árvores é um sinal de que é preciso sonhar e ter fé. SEMPRE !!! Não importa o tamanho dos sonhos que você tenha, sonhe muito e sempre. Mesmo que seus sonhos não se realizem exatamente como você desejou, saiba que eles se concretizarão da maneira que Deus entendeu ser a melhor para você. 

"Uma nuvem não sabe por que se move em tal direção e em tal velocidade. Sente apenas um impulso que a conduz para esta ou aquela direção. Mas o céu sabe os motivos e os desenhos por trás de todas as nuvens, e você também saberá, quando se erguer o suficiente para ver além dos horizontes."

Massacre de Trabalhadores Rurais no Pará, completa 16 anos de Impunidade.

Massacre de Trabalhadores Rurais no Pará, completa 16 anos de Impunidade.
‎"Quem não recorda o passado está condenado a repeti-lo."
Há 16 anos, 21 trabalhadores do campo foram assassinados na cidade de Eldorado dos Carajás, no Pará. Na tarde do dia 17 de abril de 1996, cerca de 1100 sem-terra interditavam a rodovia PA-15
Do gabinete do então governador Almir Gabriel saiu a ordem de “desobstrução da via”, encaminhada pelo secretário de Segurança Pública, Paulo Sette Câmara, e executada com truculência pela polícia militar do estado do Pará, em ação comandada pelo Coronel Mário Colares Pantoja e o Major José Maria Pereira Oliveira.0 em marcha rumo à capital para exigir a desapropriação da fazenda Macaxeira, em Curionópolis (PA), ocupada por 1.500 famílias havia 11 dias.

O uso abusivo e truculento de força policial é comprovado pelos depoimentos, fotos e laudos periciais sobre a tragédia. A perícia judicial divulgou laudo onde concluiu que os sem-terra foram executados com tiros à queima-roupa, pelas costas ou na cabeça, com golpes de machado e facão no momento em que já estavam rendidos pela polícia.

Dos 155 acusados, 142 foram absolvidos, 11 foram retirados do processo e apenas dois - o Coronel Mário Colares Pantoja e o Major José Maria Pereira Oliveira - foram condenados. O então Governador e o Secretário de Segurança Pública, responsáveis políticos pela chacina, não foram sequer indiciados.

Em 2002, o Coronel Mário Colares Pantoja e o Major José Maria Pereira Oliveira foram condenados a 228 e 154 anos de prisão. No entanto, apesar da sentença, os dois respondem em liberdade, sem previsão para execução da pena.

No governo de Ana Julia Carepa, famílias que foram vitimas das atrocidades feito pela Policia Militar do Pará no massacre de Eldorado dos Carajás, obtiveram do governo as indenizações, porém o MST e todos os movimentos sociais unidos com Movimento em Defesa dos Direitos Humanos, clamam mesmo é por "JUSTIÇA"

Ficam nosso maiores sentimentos de revoltas contra a justiça brasileira que privilegiam as grandes elites contra povo humilde que lutam por Terra, Trabalho e Justiça.
Rodrigo Leite.

Lia Sophia no programa do Jô

Foto: Maurício Santana
Nesta 2ª feira (16/04 – 00h40 – já na madrugada de 3ª feira), o PROGRAMA DO JÔ / REDE GLOBO entrevista a cantora Lia Sophia, a atriz Giovanna Ewbanke o escritor João Paulo Cuenca. (*) MÚSICA - a cantora Lia Sophia faz sucesso com a música Ai, Menina! Nasceu em 78, na Guiana Francesa, foi registrada em Cayena e, ainda criança, ao chegar ao Brasil, o pai dela a registrou novamente. 

Foi frentista, vendeu enciclopédia Barsa. O primeiro lugar em que cantou foi num bordel. E só descobriu isso quando chegou lá, mas as gorjetas eram tão boas que foi ficando. (*) 

TEATRO - a atriz Giovanna Ewbank, que foi modelo e estreou na TV em "Malhação", faz agora sua primeira peça profissional, "O Grande Amor da Minha Vida", que trata das idas e vindas dos relacionamentos amorosos. Giovanna é casada com o ator Bruno Gagliasso e vai contar curiosidades sobre sua família, de origem escocesa. 

LITERATURA - João Paulo Cuenca estudou economia, mas era péssimo e decidiu se tornar escritor. Cuenca estudou com freiras, de quem costumava roubar os romances de Rubem Fonseca para ler escondido. Ele vai falar de sua carreira literária, sua participação no programa "Estúdio I", de Maria Beltrão, e da coletânea de crônicas "A última madrugada", que está lançando pela Cia. das Letras.
Mais informações: http://www.programadojo.com.br

sábado, 14 de abril de 2012

PT Capanema, rumo a candidatura própria

Mário Brandão saudando a plenária, no início da reunião
A eleição de 2010 impôs uma dura derrota ao Partido dos Trabalhadores no Pará, mesmo com a larga vitória da presidenta Dilma Rousseff no Estado. Com tudo isso, há quem perdeu mais e quem perdeu menos, no campo da correlação de forças internas do partido.

No pós-eleição o PT/Capanema, deveria ter vislumbrado muito mais esperanças num horizonte próximo, no entanto, as forças políticas internas se agrupam e se reagrupam muito mais em função dos interesses e dos humores dos mandatos parlamentares do que em função da construção de projetos políticos consistentes para o município.

Mediante tal situação, centenas de militantes do maior partido político do Brasil decidem, no tempo mais adequado da sua agenda política, mobilizar no dia 22 de março, os demais filiados para o debate sobre as eleições de 2012, e fazer uma grande aliança com aqueles companheiros e companheiras que sinceramente defendem a tese da candidatura própria no município. Não simplesmente como um projeto importante para a construção partidária, pois já passou o tempo do PT ter candidaturas apenas para marcar posição.
Plenária lotada de filiados do PT, por candidatura própria no município. 
Os eleitores Capanemenses só votarão no PT se estiverem realmente convencidos de que o partido tem o melhor projeto para a cidade. Neste sentido, a apresentação de propostas e de um candidato que inspire confiança nos munícipes, apontando soluções e caminhos para os desafios do município, isso sim deve ser a principal tarefa a ser cumprida neste momento pelo partido.

É preciso compreender que a estratégia municipal será melhor desenvolvida com a deliberação das prévias do Partido dos Trabalhadores (PT) ou pela decisão de candidatura própria. Em que pese, devido à ausência de debates e um planejamento mais eficiente, o PT ainda ser considerado um partido de médio porte, no âmbito local.

Encerramento dos debates no Noggon Recepções
A apresentação da pré-candidatura do companheiro Mário Brandão representa um fato novo e relevante no 
marasmo que tem se tornado a vida política local, além de consolidar o PT e aglutinar uma parcela significativa do eleitorado local, eleitorado este que deu uma expressiva vitória para a Governadora Ana Júlia, no primeiro e segundo turno das eleições de 2010. Mario apresenta ainda um histórico de lutas e de superação digno dos vencedores, com condições de grande penetração e de crescimento popular, uma candidatura competitiva, até que se prove o contrário.

Ora, o PT local somente com a candidatura própria terá condições de se levantar e consolidar seu projeto de poder municipal.
O Prefeito Evaldo Cunha de Ipixuna do Pará, também prestigiou o evento que contou com a presença de representantes de mais 4 partidos simpáticos a pré-candidatura de Mário Brandão. 

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Governo interino intensifica arbitrariedades em Santa Luzia do Pará.

Devido a construção do Posto de Saúde da Família Na Vila da Estiva, iniciada ainda na administração do Prefeito Louro do PT, diga-se de passagem. As atividades de atendimento à população, eram desenvolvidas em um prédio alugado de propriedade do Sr. Valdo que é morador da Vila, no entanto nos chega a informação de que o referido espaço havia sido desativado pela administração interina que esta gerenciando o município de Santa Luzia do Pará desde o dia 27 de fevereiro do corrente ano.

Os gestores de plantão alugaram outro imóvel, onde esta sendo realizado, de forma precária, o atendimento aos usuários locais, aluguel supostamente intermediado pelo Sr. Varlindo que foi um dos principais cabos eleitorais de oposição durante a administração de Lourival Fernandes de Lima do PT, afastado do cargo recentemente por um golpe cinematográfico articulado pelos Vereadores de oposição. De acordo com informações Varlindo foi  premiado com a locação de seu carro (SIENA) pela Secretaria de Saúde, que por sua vez, desfez por motivos obscuros, o contrato com o Sr. Índio, proprietário do automóvel que transportava pacientes da vila em casos de emergência e demais situações.    

Local alugado pela administração  
O Correio Luziense, realizou uma visita na Comunidade da Estiva na Pará/Maranhão e constatou  de perto a denuncia que foi feita por moradores que estão bastante revoltados com a falta de respeito da administração que entrou pela janela à apenas 45 dias. 

Outra revolta que observamos na população, foi a demissão sumária da técnica de enfermagem Rosiane Lucena (a Rosa), moradora da comunidade que trabalhava a 3 anos e 9 meses no posto e foi substituída por outra funcionária concursada que segundo informações, contra a própria vontade da servidora que trabalhava na Unidade Básica de Saúde (UBS II), e agora terá perdas com o deslocamento.   
  
Cabe agora ao Ministério Publico Estadual, através da Dra. Adriana Passos, da comarca de Santa Luzia do Pará, apurar os fatos e dar a resposta necessária aos moradores da Vila da Estiva, que ameaçam fechar a BR 316 caso as arbitrariedades não parem na comunidade.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Desalojamento na Educação Luziense

Nossa equipe flagrou na tarde de hoje(09), agentes do governo interino que administra, esperamos nós que por pouco tempo o município de Santa Luzia do Pará, recolhendo moveis e objetos que encontravam-se no prédio que servia atualmente de depósito da Secretária Municipal de Educação (SEMED), situado na rua Marechal Rondon, centro do município.

O proprietário do imóvel, o Sr. Pedro Tabosa, tomou  tal decisão, depois de tentar por diversas vezes receber a importância de aproximadamente R$ 2.676,00 de acordo com informações que chegaram até a nossa edição, o que não conseguiu receber até o presente momento, por não rezar na cartilha do time que esta dando as cartas na Prefeitura de Santa Luzia, diga-se de passagem não é o Zaqueu Salomão.

Em entrevista concedida a Nossa equipe, o proprietário do imóvel afirmou que o referido desalojamento esta acontecendo por não haver a renovação do contrato de locação que esta vencido, nem a quitação do que ainda esta pendente de pagamento.

Isso é apenas a ponta do iceberg das atrocidades que estão acontecendo no município, desde o afastamento do Prefeito Louro (27/02), e das malfeitoria que ocorrem em todos os setores da administração publica.

Novos desalojamentos podem acontecer em Santa Luzia do Pará, principalmente na saúde, com a falta de pagamento dos prédios que funcionam os Postos de saúde da família da Zona Urbana, que também são alugados.

domingo, 8 de abril de 2012

Páscoa é ressurreição

Em breve chegará o dia em que os cristãos comemoram a ressurreição de Jesus e os judeus a libertação do cativeiro egípcio - a Páscoa. 

Com esse evento, renovamos nossa fé cristã na ressurreição e no imenso amor de Deus por seus filhos adotivos, enviando seu Filho Amado - seu Filho unigênito - para nos salvar.

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho unigênito para que todo aquele que Nele crê, não pereça mas tenha vida eterna. João 3:16.

Uma das mensagens bíblicas fundamentais, para mim, é a salvação dada com a morte de Jesus e a sua vitória sobre a cruz. Ele morreu, mas ressuscitou! Pra crer neste evento e em tantos outros que a Bíblia relata, temos que ter fé e essa fé não é dada nem comprada.

A fé só vem pela Palavra de Deus. De sorte que a fé é pelo ouvir e o ouvir pela Palavra de Deus. Romanos 10:17. Ora, sem fé é impossível agradar a Deus, porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe e que é galardoador dos que O buscam. Hebreus 11:6.

Creio plenamente na ressurreição de Jesus Cristo. Sei e sinto que Ele me ama - apesar dos meus muitos defeitos. Sou e serei eternamente grata aos meus pais por ter tido esta oportunidade ímpar - conhecer Jesus e seus ensinamentos. VIVA! JESUS RESSUSCITOU!

sábado, 7 de abril de 2012

Promotor de Salinas pede anulação do concurso da Prefeitura

O Jornal O Liberal estampou novamente “Em poucas linhas”, Coluna Repórter 70, edição do dia 04 de Abril, o pedido de anulação do Concurso Público organizado pela Prefeitura de Salinópolis através da Faculdade Integrada Carajás(FIC). 

Leia na íntegra: “O promotor de Salinas, Bruno Beckembauer, entrou com pedido de anulação do concurso para vagas na administração municipal, por fortes indícios de fraudes”.

Em outro expediente ao juiz, o representante do MP denuncia fraudes em várias licitações feitas pela Prefeitura, inclusive na construção de uma pracinha no Maçarico.

Os Vereadores da Câmara de Salinópolis, discutirão a anulação do Concurso, bem como a situação do grande número de servidores contratados pela Prefeitura e, também a situação do repasse do Fundeb que ultrapassa mais de 34 milhões de Reais para a Secretaria de Educação. Por Clic Salinas.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

O povo não é bobo, nem burro

Estavam no Terminal Rodoviário de Santa Luzia o Seu Duca e Seu Zé, como reza a tradição paraense são compadres, o primeiro da Comunidade do Pau de remo e o segundo do Tamucuoca. Então, começaram a conversar:
Seu Duca fala!
- Ei Cumpadi Zé, cê sabe da novidade? 
- Seu Zé: Não, Cumpadi Duca!
- Seu Duca: Cumpadi Zé, os homi da Prefeitura num querem pagar minha filha!
- Seu Zé: Minha afilhada trabaia pro Prefeito e num recebeu?
- Seu Duca: Ela é Professora na escola da comunidade, lá no Pau de Remo, e nestes tempo tudinho do Loro não tinha atrasado o dinheirinho dela, que ajuda muito lá em casa! Ah!  Que sardade do Prefeito Loro.
Seu Zé: Mas Cumpadi, a eleição tá bem aí, e aí nós pega Eles. Esse tar de Zaqueu e o Adamor que tá manda no Zaqueu, são tudo farinha do mermo saco..
- Seu Duca: Pode deixar Cumpadi, vamo falar pra toda comunidade e meter eles no fórum! Lá vem o carro. Até Cumpadi!

Belo Monte: operários podem grevar de novo ainda este mês

Por Jones Santos/Comunicação SDDH
Fotos: Ruy Sposati/Xingu Vivo para Sempre 
Operários de Belo Monte fecham rodovia
Os operários que trabalham na construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte voltaram aos canteiros de obras hoje, após suspender ontem a greve que começou na última quinta-feira, 29 de março. A suspensão da greve foi aprovada pelos trabalhadores após o Consócio Construtor de Belo Monte (CCBM) se comprometer a não demitir nenhum dos operários envolvidos na organização da greve.
Essa decisão dos trabalhadores, no entanto, não é final. No próximo dia 16, uma rodada de negociações será realizada entre os operários e o consócio para discutir a pauta de reivindicações. Se não houver avanço nas negociações, os operários paralisarão suas atividades novamente a partir do dia 18. Na pauta, os trabalhadores pedem melhorias em alimentação, transporte, segurança do trabalho, entre vários outros pontos.
“Nós incluímos também a reivindicação de plano de saúde para todos os funcionários, igualdade de salário entre todos os sítios de obras, o fim do desvio de função e o fim da perseguição, com a ameaça de demissão, aos trabalhadores que reivindicam seus direitos”, diz Francenildo Teixeira, um dos integrantes do comando de greve. Segundo o operário há, por exemplo, casos de carpinteiros trabalhando como pedreiros, ou soldadores nível 3 recebendo salário de soldador nível 1.
Polícia Militar é usada para intimidar trabalhadores grevistas
Outra reivindicação do comando grevista é a retirada da polícia do canteiro de obras. Para eles, a presença da PM é uma tentativa de intimidar a mobilização dos trabalhadores. “A polícia não devia estar aqui dando assistência pra uma empresa privada, não é função dela”, diz Francenildo. Desde o início da greve, a Polícia Militar faz escolta dos ônibus com os poucos trabalhadores que se dirigiam ao canteiro de obras. De acordo com os grevistas, a adesão dos trabalhadores chegou a 80% dos sete mil operários contratados pelo consócio.
Sindicato não representa os trabalhadores
Um dos problemas relacionado à organização dos operários em Belo Monte é a não representatividade do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Pesada do Estado do Pará (Sintrapav). Apesar de todas as reivindicações, o sindicato não apoiou a greve dos operários e ainda tentou mobilizá-los para voltar ao trabalho, sem sucesso.
Um dos problemas enfrentados pelos trabalhadores foi uma declaração à imprensa de Wilmar Gomes dos Santos, presidente da Federação dos Trabalhadores na Indústria da Construção Pesada (Fenatracop), à qual Sintrapav é filiado. Wilmar disse, na última terça-feira, que os trabalhadores não estavam em greve, mas que a mobilização era de responsabilidade de movimentos sociais contrários à construção de Belo Monte.
Sem o apoio do sindicato, o comando de greve se formou a partir de uma organização independente, com representantes de cada um dos cinco sítios de construção de Belo Monte. Por isso, a rodada de negociação do próximo dia 16 envolve três lados: o Consócio, o Sindicato e o comando grevista.
Justiça impede acesso de movimento social a canteiro de obras
No meio de toda a tensão gerada pela mobilização trabalhista dos operários de Belo Monte, o juiz Wander Luís Lobato, da Comarca de Altamira, expediu um interdito proibitório que impede quatro integrantes do movimento Xingu Vivo para Sempre, que se opõe à construção da usina, de se aproximar dos locais das obras.
O juiz decidiu por essa liminar a partir de uma ação do Consócio Construtor de Belo Monte(CCBM), na qual a empresa alega que os integrantes do movimento teriam praticado, no decorrer da paralisação dos trabalhadores, “diversos atos ilícitos lesivos não só ao Autor [CCBM], como também à segurança dos colaboradores (…) e dos moradores da região de Altamira/PA”. Em sua decisão, o juiz diz que “há risco dos réus identificados e os não identificados, embaraçar o livre exercício da posse que exerce sobre os imóveis necessários ao projeto intitulado Usina de Belo Monte”.
Em seu site na internet, o movimento Xingu Vivo diz que as acusações do CCBM, na qual o juiz se baseou para conceder a liminar, são “fantasiosas”. Das quatro pessoas que são alvos da ação, três não estavam no local onde os trabalhadores em greve se reuniram para protestar. O único presente era o jornalista Ruy Sposati, que cumpria com sua função na cobertura dos acontecimentos da paralisação.
“Essa decisão da justiça viola o direito dos integrantes do movimento Xingu Vivo de se locomover livremente e ainda presume que existe uma intenção de crime por parte dessas pessoas”, diz a advogada da Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos (SDDH), Roberta Amanajás. A SDDH entrará com uma contestação da decisão liminar do juiz e também com uma ação de reparação por danos morais contra o Consócio Construtor de Belo Monte pela tentativa de criminalizar o movimento Xingu Vivo e seus integrantes.

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Ato em SP protesta contra privatização da TV Cultura

Cerca de 70 pessoas participaram na noite de ontem de um ato para protestar contra o que chamaram de privatização da TV Cultura.

O evento, que reuniu funcionários, ex-funcionários, sindicalistas, políticos e blogueiros, foi na sede do Sindicato dos Engenheiros de São Paulo.

A principal crítica foi para a parceira da TV Cultura com a Folha para a exibição do TV Folha

No ato, o professor de comunicação da USP Laurindo Lalo Leal Filho disse que parcerias como essa fazem com que a gestão da TV Cultura não seja criticada pela imprensa.

O protesto também criticou o desmonte da emissora e demissões recentes

Governo Dilma agrada 77% dos brasileiros, aponta CNI/Ibope

SÃO PAULO - A popularidade da presidente Dilma Rousseff bateu os 77%, segundo apontou a pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira, 4. O levantamento mostrou que o índice de satisfação com o governo subiu 5 pontos percentuais em relação à última pesquisa, que mediu 72% de aprovação. A avaliação foi classificada como 'ótima' ou 'boa' por 56% dos brasileiros, mesmo resultado obtido na pesquisa anterior, em que Dilma bateu o recorde histórico da pesquisa CNI/Ibope para o primeiro ano de mandato.

A confiança dos brasileiros na presidente também oscilou: saltou de 68% para 72%, conforme apontou a pesquisa CNI/Ibope.
A pesquisa revelou também que mais da metade da população - 60% - considera que o governo Dilma está sendo igual ao do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva.

As notícias mais lembradas pelos pesquisados sobre o governo foram sobre políticas para as mulheres e viagens da presidente. Dos outros temas pesquisados pela CNI Ibope, o combate à fome, meio ambiente e combate ao desemprego apresentaram maiores percentuais de aprovação. As contrapartidas ocorreram nas áreas de impostos (com 65% de reprovação), saúde (com 63%) e a segurança pública (com 61%), pontos com as piores avaliações, segundo apontou o levantamento.

Comparativamente, a pesquisa constatou também que o governo de Dilma tem popularidade maior que a dos seus antecessores Lula e Fernando Henrique Cardoso no primeiro ano de mandato.

A pesquisa foi realizada entre 16 e 19 de março, com 2.002 pessoas. A margem de erro é de 2 pontos percentuais, para mais e para menos.

terça-feira, 3 de abril de 2012

Sete municípios têm ações contra Tuberculose

 

De acordo com a representante da Sespa, o Ministério da Saúde elegeu sete municípios paraenses como áreas de atenção prioritária: Belém (2ª capital com maior número de registros da doença), Ananindeua, Marituba, Abaetetuba, Castanhal, Bragança e Santarém. A distinção, conta Lúcia, leva em consideração o número de habitantes e a taxa de incidência da doença. “São municípios com mais de 100 mil habitantes e taxa de incidência superior a 80% da média nacional”. Além desses locais, Marabá, Redenção, Paragominas, Itaituba, Breves, Tucuruí e Altamira recebem atenção especial do governo.

 

Apesar dos índices que apontam o Pará como o terceiro Estado com maior número de casos de tuberculose do Brasil, a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa) encara como positivo o número de notificações. “A tuberculose é uma doença transmitida pelo ar. Por isso, quanto mais se descobrem os casos, melhor.


É uma doença de notificação obrigatória, a Sespa tem ficado atenta a municípios que não estão notificando. É impossível um município não apresentar nenhum caso”, afirma Lúcia Monteiro, coordenadora do Programa Estadual de Tuberculose.
Na edição do último domingo, o DIÁRIO mostrou uma situação preocupante. Metade dos casos da doença registrados em toda a região Norte concentra-se apenas em território paraense. Ontem, a Sespa confirmou os números. Segundo a coordenadora do Programa de Tuberculose, em 2010 foram 3.550 confirmações da doença, com taxa de abandono de tratamento estimada em 8,3% do total. E em 2011 a doença avançou. Ao todo, diz ela, foram notificados 3.752 casos, com taxa de desistência do tratamento avaliada em 4,5%, número que, no entanto, pode aumentar. “A estatística de 2011 ainda não fechou. Como o tratamento dura seis meses, ainda temos pacientes se tratando. Até agora estamos na meta estabelecida pelo Brasil, que é de até 5% de abandono”, informou Lúcia Monteiro.
De acordo com a representante da Sespa, o Ministério da Saúde elegeu sete municípios paraenses como áreas de atenção prioritária: Belém (2ª capital com maior número de registros da doença), Ananindeua, Marituba, Abaetetuba, Castanhal, Bragança e Santarém. A distinção, conta Lúcia, leva em consideração o número de habitantes e a taxa de incidência da doença. “São municípios com mais de 100 mil habitantes e taxa de incidência superior a 80% da média nacional”. Além desses locais, Marabá, Redenção, Paragominas, Itaituba, Breves, Tucuruí e Altamira recebem atenção especial do governo.
Para a pneumologista pediátrica Natália Silveira, o alto índice de tuberculose registrado na região tem ligação direta com as condições sociais em que vive a população. Embora a doença seja infecto-contagiosa, podendo, portanto, acometer indivíduos de classe social mais elevada, a incidência maior ainda prevalece em pessoas de baixa renda, com imunidade comprometida. “Essa não é uma doença apenas de classes pobres, mas em nossa região ainda é comum encontramos situações de aglomerados, com 20 pessoas dividindo um mesmo cômodo. Isso favorece a transmissão”, argumenta a especialista.
A médica também faz um alerta para o diagnóstico em crianças. “Em geral, o quadro em criança é assintomático. Na avaliação, o médico se baseia no quadro clínico, radiológico e epidemiológico da criança, já que a basiloscopia, que é a coleta do escarro e a principal forma de diagnóstico da doença, é mais complicada nessa fase. É muito importante procurar o médico rapidamente em caso de tosse por mais de três semanas. Infelizmente, ainda vemos os pais demorarem muito a buscar ajuda”, avalia a médica.

 

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Mulher é presa ao tentar entrar em presídio com droga nas partes íntimas

Incidente foi em Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais.
Segundo PM, mulher disse que a droga seria para o irmão.
Uma mulher foi presa ao tentar entrar em um presídio com drogas escondidas nas partes íntimas neste domingo (1º) em Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais. De acordo com a Polícia Militar (PM), a suspeita disse que a substância seria para o irmão dela, que está preso na unidade.

Ainda segundo a PM, a droga foi encontrada durante a revista pessoal que é feita pelo presídio. Com a mulher, foram achados quatro papelotes de cocaína e maconha. Ela foi levada para uma delegacia na cidade.

Vereador solicita esclarecimento de empresas que construíram Morada do Sol

Durante a forte chuva desta semana, moradores tiveram que limpar fezes que retornaram pelos ralos dos banheiros e invadiram as salas de casas e apartamentos.
O vereador Mauro Roberto, conhecido por “Robertinho Nagibão”, como presidente da Comissão Permanente de Viação, Obras, Terras, Urbanismo, Transporte e Habitação, solicitou através de comunicado à presidência da Câmara de Vereadores de Paragominas as presenças dos diretores das empresas Pollienge e Delmoro responsáveis pela construção do Residencial Morada do Sol, que segundo denúncias recebidas, está com uma série de problemas que precisam ser sanadas em caráter de urgência.


FEZES INVADEM AS CASAS
Entre as denúncias dos moradores, está a tubulação para águas pluviais e de esgoto que não suporta a demanda de moradores e entope sistematicamente. “O pior aconteceu quando deu a maior chuva dos últimos dias. Os moradores dos apartamentos e casas viveram momentos de agonia porque além de lama, fezes humanas subiram pelo ralo e invadiram até as salas“, disse um morador durante a semana.

Os prédios foram construídos abaixo do nível da rua e isso é também um dos motivos dos problemas que os moradores enfrentam naquele residencial.
O odor é insuportável. Até mesmo no Posto de Saúde do residencial, as pessoas que ali trabalham ou vão consultar o médico ficam inalando aquele odor horrível“, disse o vereador.

O chamamento para os diretores das empresas foi feito em boa hora, antes que os moradores se revoltem e tomem uma atitude mais drásticas, como por exemplo, um ‘panelaço’ em frente à Prefeitura ou da Caixa Econômica Federal“, disseram alguns moradores que estão revoltados com a situação.

Preço do Pescado é preocupante na Semana Santa

Nossa reportagem esteve na manhã de ontem no Mercado Municipal e constatou o que já era de se esperar. O aumento no preço do pescado está tirando o sono, principalmente dos católicos, que tem por convicção não comer carne vermelha, na sexta-feira Santa.

Para se ter uma idéia o quilo da pescada amarela, um dos mais consumidos, está custando R$ 18,00 com cabeça. Um dos peixeiros disse que este valor já é comercializado em Belém e que eles estão tendo prejuízos. Amanhã, terça-feira, espera-se uma grande quantidade de pescado no Mercado Municipal, pois nesta segunda-feira, a maioria dos profissionais da área, estará se dirigindo à Belém para tentar comercializar o produto à preço mais baixo.

“Mas é quase impossível disso acontecer. Se em Belém está desse jeito, acho que não conseguiremos vender o quilo do peixe mais barato”, disse o vendedor, preocupado com a fuga do consumidor.

Tambaqui, que é peixe de cativeiro, está tendo uma boa saída. A dourada que é peixe da água salgada, também está sendo bem vendida. Mas a maioria da população de baixa renda prefere o piau, o tamuatá, a gó e outros peixes menores e de valor abaixo dos peixes considerados especiais.

Mas se o consumidor preferir comprar o camarão seco e salgado, vai pagar pelo quilo R$ 40,00. Está sendo vendido nas imediações do Mercado.

Conheça, em Primeira Mão, o Mascote do PFC

Aprovado pela diretoria, que se reuniu dias atrás na sala de reuniões do Mavil Plaza Hotel, o Mascote do Paragominas Futebol Clube é o JACARÉ.
Uma homenagem de todos os paragominenses à este animal que corre sério risco de extinção. Os diretores do PFC acataram várias idéias e escolheram uma que mais se parece com a região.
No caso específico do MASCOTE do PFC os diretores também resolverem presentear a garotada com o JACARÉ KIDS. Os dois farão parte do símbolo do clube e estarão nas camisetas, chaveiros, bonés, viseiras e outros objetos que serão vendidos com a Marca do Paragominas Futebol Clube.

Portanto, este é o MASCOTE DO PFC:

Desenho de Luciano Giovanni, um dos maiores Cartunistas de Minas Gerais, contratado especialmente para desenvolver a arte do Mascote do PFC.

Peixeiro vendia drogas no Nagibão e foi preso pela polícia

 
Droga encontrada dentro da casa de Raimundo Nona Silva dos Santos, o "Peixeiro".
Eram 11 horas da manhã de quinta-feira, a PM estava fazendo uma ronda ostensiva no bairro Nagibão, quando recebeu uma denúncia anônima de que na Rua João Paulo II, no Nagibão III, o indivíduo conhecido por Raimundo Nonato Silva dos Santos, de alcunha  “Peixeiro”, estava vendendo drogas.
“Peixeiro” confessou para os policiais que é traficante e que tinha no bolso de uma bermuda, pendurada num dos quartos da casa, dezoito petecas de “nóia” e uma sacola com maconha. A polícia encontrou no quarto do casal a mulher Eunice Costa Teixeira que é esposa de “Peixeiro”
 
Na 13ª Seccional, “Peixeiro” disse que é traficante e que mudou de ramo porque sua esposa tinha adoecido e não teve como pagar os patrões que lhe forneciam peixe e por isso achou que vendendo drogas poderia se dá bem.
Disse ainda que sua esposa não tem nada a ver com a droga e que ela há muito tempo brigava para ele parar com o comércio de droga.

O Chefe de Operações Paulo Henrique disse que as investigações chegaram ao “Peixeiro” depois das denúncias anônimas e que já se sabe que tanto ele quanto a esposa comercializavam drogas há bastante tempo no Nagibão.

O delegado Alberone Lobato informou à reportagem que somente no mês de março já foram presos mais de dez traficantes de drogas e que a população está colaborando muito com a polícia fazendo denúncias.

O Disque Denúncia 181 está em pleno funcionamento e qualquer pessoa pode ligar para denunciar o tráfico de drogas. Não é necessário se identificar.