sexta-feira, 23 de março de 2012

Mostra Camillo Vianna leva ciência, tecnologia e cultura ao interior do Estado



O município de Marabá, no sudeste paraense, recebe nos dias 26 e 27 de março a Mostra de Ciência e Cultura Camillo Vianna, projeto itinerante promovido pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), que tem como objetivo aproximar os alunos paraenses do universo da ciência, tecnologia e cultura. 

A programação será realizada na Escola Estadual Dr. Geraldo Mendes de Castro Veloso, localizada no bairro Belo Horizonte, e contará com minicursos, oficinas, palestras e exposições interativas, além de atividades culturais.

Voltada especialmente a estudantes do ensino fundamental, médio e profissional, desde 2009, quando foi criada, a Mostra congrega ações voltadas à popularização da ciência, da tecnologia e da arte, sobretudo no interior do Estado. De acordo com o diretor de Ciência e Tecnologia da Secti, Geraldo Narciso Filho, até o fim deste ano 12 municípios deverão receber a Mostra. Além de Marabá, outros sete municípios receberão as programações ainda neste primeiro semestre.

“É fundamental nós sairmos da capital. Em Belém nós já temos no mês de outubro a Feira Estadual de Ciência e Tecnologia, durante a Semana Nacional de Ciência. Além disso, também existe uma série de outras ações, que beneficiam bastante o público. Por isso, este ano buscamos cidades polos, para que a partir delas possamos disseminar o conhecimento sobre ciência e tecnologia”, explica Geraldo Filho.

Calendário – Nos dias 29 e 30 de março será a vez de Conceição do Araguaia, no sul do Pará, receber a programação. Em abril, a Mostra Camillo Vianna chegará a Soure, no Arquipélago do Marajó, nos dias 12 e 13, e a Terra Alta, no nordeste paraense, em 26 e 27. Em maio, serão contemplados Capanema, nos dias 10 e 11, e Paragominas (14 e 15). A programação do primeiro semestre encerra em junho, quando a mostra será realizada nos municípios de Moju, nos dias 14 e 15, e Abaetetuba, em 28 e 29.

Toda a programação é gratuita e aberta à comunidade do município. A previsão é atingir pelo menos de 20 mil estudantes em todo o Estado.

A cada ano a Mostra recebe o nome de uma personalidade da área científica ou educacional com atuação de destaque no Pará. Em 2012, o médico e ecologista Camillo Vianna foi o escolhido, por sua contrubuição à educação ambiental, à reanimação cultural e à valorização das pessoas e dos vários ecossistemas nos municípios paraenses.

As mostras são viabilizadas com o apoio de instituições de pesquisa, além de organizações governamentais e não-governamentais, como a Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Universidade do Estado do Pará (Uepa), Universidade Federal do Pará (UFPA), Parque de Ciências e Associação Agroecológica Iara.

Nenhum comentário: