terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Nota de Esclarecimento do Prefeito Louro de Santa Luzia do Pará

Venho a público esclarecer que mais uma vez estou sendo vitima de perseguição por parte daqueles que a qualquer custo querem chegar ao poder de forma truculenta e golpista, antecipando a eleição de 2012.

Todos sabem que durante estes sete anos, tratamos com muito respeito o povo de Santa Luzia e de forma especial os servidores, pagando seus salários em dias e possibilitando o crescimento do nosso comércio local.

Trabalhamos para melhorar a nossa cidade construindo várias obras em todo o município, em especial o calçadão de todos, que é um espaço de eventos e lazer da nossa juventude. 
O Matadouro Municipal, que nenhum prefeito quis fazer, está pronto! Nós fizemos o que estava previsto no projeto com os recursos liberado pela ex-governadora Ana Júlia. Estão faltando apenas os equipamentos que no qual torna o projeto totalmente inovador. Neste sentido convoco todos os cidadãos Luziense a comprovarem o que de fato torna esta denuncia é uma grande farsa daqueles que desejam está no governo à força.

Em nosso governo ampliamos e melhoramos a saúde do nosso povo, reestruturamos 80% das escolas e estamos pronto para inaugurar a maior e a melhor escola do nordeste Paraense, a escola João Gomes. Na área rural mesmo sem nenhum recurso do governo estadual, temos feito dezenas de reformas e construções de novas pontes totalizando 12. Na área social, elevamos de 240 para quase 4.000 bolsas famílias, que no qual sustentam as famílias carentes de nosso município. 

A Câmara Municipal de forma arbitrária durante alguns anos vem praticando uma grande perseguição contra o nosso governo, praticando a ditadura das maiorias, desrespeitando as leis, e não fazendo os serviços que lhe cabe esquecendo assim de aprovar o orçamento de 2012!

Sempre fizemos um governo de paz, sem perseguir ninguém. Diferente do que fazem desde o primeiro dia do nosso governo. Se muito vale o já feito, mais vale o que será. Conto com Você e do seu apoio, que a justiça vai ser feita! 
Prefeito Louro.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Estudantes já podem se inscrever em lista de espera do ProUni

Brasília - A partir de hoje (22), os estudantes que se inscreveram para disputar uma bolsa do Programa Universidade para Todos (ProUni) e não conseguiram o benefício podem se cadastrar na lista de espera. O instrumento será usado pelas instituições de ensino para preencher as bolsas que tenham sobrado.

Os estudantes devem acessar o site do programa e clicar na opção “manifestar interesse na lista de espera”. O prazo se encerra sexta-feira (24). Nesta edição, o ProUni ofereceu 194 mil bolsas de estudo e mais de 1,2 milhão de alunos candidataram-se para receber o benefício.

Para participar do ProUni, é necessário ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou ter estudado em colégio particular com bolsa integral. As bolsas integrais são destinadas àqueles com renda familiar per capita mensal de até 1,5 salário mínimo. Já o benefício parcial pode ser pleiteado por quem tem renda familiar per capita de até três salários mínimos.
Fonte : Agencia Brasil

Unidos da Tijuca é a escola campeã do carnaval do Rio de Janeiro

A Unidos da Tijuca foi eleita a campeã do carnaval do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (22). A escola da Zona Norte é a vencedora pela terceira vez em sua história após uma acirrada disputa na apuração do Grupo Especial que aconteceu nesta tarde na Sapucaí, informa o site G1. Porto da Pedra e Renascer de Jacarepaguá foram rebaixas para o Grupo de Acesso A. O desfile das campeãs acontecerá no próximo sábado, dia 25.

A agremiação, campeã em 1936 e 2010, apostou mais uma vez na criatividade do carnavalesco Paulo Barros, famoso por trazer inovação para a Passarela do Samba. A escola trouxe vaqueiros, sanfonas e baião para celebrar Luiz Gonzaga, que completaria cem anos em 2012 se estivesse vivo. O enredo teve o título de "O dia em que toda a realeza desembarcou na Avenida

Treze agremiações do Grupo Especial do Rio de Janeiro disputaram o título de campeã do carnaval. Quarenta jurados avaliaram dez quesitos: mestre-sala e porta-bandeira, fantasia, conjunto, evolução, alegorias e adereços, comissão de frente, harmonia, bateria, enredo e samba-enredo.
saiba mais

O começo da apuração foi marcado por uma forte disputa entre Unidos da Tijuca e Vila Isabel. Até o quarto quesito analisado, o de alegoria, as duas dividiram a liderança, seguidas por Salgueiro e Beija-Flor.

A partir de Alegoria, a Tijuca se isolou no 1º lugar, com a Vila Isabel caindo para quarto após receber um 9,7. Após as notas de comissão de frente, elas ficaram separadas por apenas 0,2. Depois da divulgação do quesito bateria, Salgueiro entrou na disputa e continuou na briga até o final, ficando em 2º lugar.

A Unidos da Tijuca foi a penúltima a entrar na Sapucaí no domingo (19). A bateria, comandada pelo mestre Casagrande, misturou forró ao samba para embalar o enredo sobre o Rei do Baião.

O desfile marcou ainda a estreia da rainha Gracyanne Barbosa à frente dos músicos. Foram 3,6 mil componentes, divididos em 33 alas. Quem puxou o samba foi o intérprete Bruno Ribas, neto do compositor Manacéa, e mais oito cantores de apoio.

A exemplo do ano passado, quando a escola deu o que falar ao exibir truques de ilusionismo na Avenida, a comissão de frente mais uma vez inovou ao dar vida às sanfonas de Gonzagão nas acrobacias de um ginasta romeno. A coreografia foi assinada por Priscilla Mota e Rodrigo Negri, bailarinos solistas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

O carro abre-alas da Unidos da Tijuca, "Desembarque real", trouxe uma corte com reis e rainhas de vários países chegando para a festa de coroação do rei do sertão, com destaques para Carla Horta, de realeza do cangaço, e João Helder, o cangaceiro real.

A família do rei do baião estava representada por Rosinha, única filha de Gonzagão, e por Daniel Gonzaga, filho de Gonzaguinha. A Asa Branca, um dos maiores sucessos de Luiz Gonzaga, foi lembrada no centenário no último carro da escola, com três bolos gigantes com rádios que representavam o sucesso que o compositor fez pelo país. 

Por: África 21