sábado, 19 de março de 2011

G1: Polícia reprime manifestação contra Obama no Centro do Rio

A Polícia Militar reprimiu no início da noite desta sexta-feira (18) a manifestação no Centro do Rio contra a visita do presidente norte-americano, Barack Obama, ao Brasil. Obama deve chegar ao Brasil neste sábado. Ele passa o dia em Brasília e depois segue para o Rio de Janeiro, onde fica até segunda-feira (21).
Segundo o relações públicas da PM, coronel Lima Castro, os manifestantes jogaram um artefato incendiário no consulado americano, por isso houve necessidade de intervenção. A assessoria de imprensa do PSTU, partido organizador do protesto, informou que nada foi jogado.
De acordo com a PM, duas pessoas foram detidas e levadas para a 5ª DP (Gomes Freire), no Centro. A chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, esteve na delegacia para acompanhar a ocorrência. O PSTU afirma que 15 manifestantes foram detidos, sendo 10 integrantes do partido.
Dois representantes da OAB estão na delegacia para acompanhar o depoimento de um dos detidos, que seria advogado.
A Polícia Civil confirmou que um vigilante do consulado americano sofreu queimadura após ter sido atingido por um coquetel molotov. O vigilante ferido recebeu atendimento e prestou depoimento na 5ª DP. Ele deixou a delegacia por volta das 22h, e não quis falar com a imprensa.
Agentes do Esquadrão Antibombas e do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) fazem uma perícia no entorno do consulado americano.
Segundo o coronel Lima Castro, os manifestantes estavam bastante “exaltados”. Policiais do Batalhão de Choque e do 13º BPM (Tiradentes) reagiram para "conter os ânimos dos manifestantes”, disse o coronel.

Nenhum comentário: