quarta-feira, 2 de junho de 2010

Em Belém, Pelé fala sobre sexo e Ganso na seleção.

Em Belém e concedendo entrevista coletiva no Hangar Centro de Convenções, Edson Arantes do Nascimento, o Rei Pelé, comentou sobre temas interessantes. O bate-papo começou por volta de 22h30, cumprindo o ritual elaborado por seu staff, e às vésperas de mais uma Copa do Mundo, o astro mundial relembrou detalhes da sua vitoriosa carreira, comentou sobre a expectativa e até convocação a seleção do treinador Dunga. Por fim, ainda falou sobre um tema polêmico: sexo na Copa do Mundo. E tudo isso com bom humor, distribuindo saudações a todos os fãs.

“Acredito que eu tive um dom que Deus me deu. E meu pai foi atleta, ou seja, ele sempre me disse que o que faz a diferença é também o condicionamento físico. Para quem não lembra, não viu, eu não era um atacante assim. Muita gente confunde. Mas, eu jogava como o Kaká, por isso, precisa estar bem fisicamente”, salientou, defendendo a carreira regrada dos seus súditos – os jogadores de futebol.

E a julgar pelas declarações do Rei do Futebol, o paraense Paulo Henrique Ganso não estaria fora da lista dos atletas convocados para a competição futebolística mais relevante do mundo. “Para mim, o Ganso é melhor meio-campista do futebol brasileiro. (A ausência do craque) não tem muita explicação”, enfatizou. A consolidação de Ganso como uma das joóas raras do futebol nacional motivou um argume. Eu espero que vocês continuem produzindo jogadores assim e continuem mandando pranto, a de que o Pará é um verdadeiro celeiro de valores. “Dizem que o raio não cai duas vezes num mesmo lugar. Mas, aqui caiu. Vocês lembram do Manoel Maria? Ele não foi para a seleção porque sofreu um acidente automobilístico. E eu me orgulho de ter contratado o Giovanni para o Santos”, citou, referindo-se a paraenses com sucesso absoluto no Santos Futebol Clube.

Na sequência, ele foi questionado acerca de supostas regras, impostas por alguns comandantes de seleções, proibindo relações sexuais no decorrer da disputa do torneio mundial. “Por que? Só vai ter sexo na Copa do Mundo?”, questionou, seguindo a sua linha de raciocínio. “Isso é uma coisa normal, já conversei muito sobre isso. O que acontece é que as pessoas confundem e o problema é que vem junto com o sexo”, defendeu.

O maior atleta de todos da década retardou em quase uma semana a sua viagem à África do Sul. Segundo ele, o motivo foi o compromisso assumido com o povo de Belém para a inauguração de um empreendimento, que traz a sua marca no nome: Pelé Club.

Nenhum comentário: