sábado, 1 de maio de 2010

Gabi Amarantos em rede nacional.

O destino tem dessas coisas. O pior e o melhor show da carreira de Gabi Amarantos aconteceram na mesma ocasião: o festival Rec Beat, em Recife (PE). Ocorrida no dia 15 de fevereiro, a apresentação da cantora paraense tinha tudo para ser um desastre: o teclado no qual estavam todas as bases das músicas para o show daquela noite simplesmente não funcionou. O repertório previsto para rolar por mais de uma hora iria ficar limitado a meia dúzia de canções salvas no laptop usado para mixagens.

Mas, como se nada tivesse acontecido, Gabi resolveu correr o risco, e levar o show com o que tinha nas mãos, como as versões de “Hoje Eu Tô Solteira” e “Bêba Doida”, levando o resto no improviso: cantando à capela e na palma da mão. E no mesmo palco por onde passaram mais cedo os roqueiros pernambucanos do Volver e o blues tradicional do Mississippi de Magic Slim, ela saiu ovacionada como diva. “Me disseram que enchi a melhor linguiça de todos os tempos”, brinca a cantora.

Nos dias que se seguiram, a repercussão foi tanta que Gabi Amarantos ganhou destaque nacional em matérias da revista Rolling Stone e do jornal o Estado de São Paulo. Meses se passaram e o aquele show ainda rende frutos. Tanto que a musa do tecnomelody irá se apresentar domingo, no programa Domingão do Faustão, da Rede Globo.

Nenhum comentário: