domingo, 25 de abril de 2010

Sema libera licença ambiental para assentamento do MST em Irituia.

A Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema) entregou ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), na manhã desta sexta-feira (23), o licenciamento ambiental do assentamento Luís Carlos Prestes, no município de Irituia, nordeste do Pará, viabilizando a liberação de R$ 764 mil em créditos de apoio aos processos produtivos e construção de unidades habitacionais para as famílias assentadas. Essa foi uma das respostas concretas que o governo do Estado deu ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), em mais uma rodada de negociações.
Representantes da coordenação nacional do movimento, de secretarias e órgãos estaduais e da Superintendência Regional do Incra em Belém participaram da reunião no Centro Integrado de Governo (CIG), até o início da tarde.
Assessor da Governadoria, Cláudio Puty destacou que o diálogo com os trabalhadores é uma determinação da governadora Ana Júlia Carepa, que estabeleceu mesa permanente de negociação com movimentos rurais, como o MST, já no seu primeiro ano de gestão. Ele afirmou que "a entrega da escola (de ensino fundamental e médio Oziel Alves Pereira) e de um Centro de Referência em Assistência Social (Cras), em Eldorado do Carajás, em fevereiro deste ano, é um marco importante tanto para a afirmação do compromisso deste governo com os trabalhadores quanto para a retomada das negociações com o movimento". A escola foi construída no assentamento 17 de Abril, nome alusivo à data do massacre de 19 trabalhadores sem terra ocorrido na cidade, em 1996.

Nenhum comentário: