domingo, 14 de março de 2010

Dilma 38% x Serra 31%.


Estadão

DEM quer se incorporar ao PSDB
Mal das pernas, o DEM vai propor a incorporação ao PSDB em caso de vitória de José Serra nas eleições presidenciais. A ideia é dividir com PMDB e PT o espaço dos grandes partidos, abrindo uma porta de saída para o desgaste com o mensalão de Brasília, cujos desdobramentos têm potencial para fazer estragos ainda muito maiores.

O partido, porém, lida com uma perspectiva de derrota, atormentado com um cálculo interno que põe Dilma Rousseff à frente de José Serra nas pesquisas até 15 de maio. A previsão é de um placar de 38% a 31% a favor da candidata de Lula nessa ocasião.

Preocupados com o impacto dessa pesquisa, já traçam cenários de curto prazo. Se a previsão vingar, e Aécio Neves estiver mesmo fora do páreo, pretendem voltar a pleitear a vice, sob o argumento de que o barco está fazendo água.
Falta explicar como pretendem ser boia de salvação em contexto tão desfavorável.

Mensalão alcança o PPS 

Os desdobramentos das investigações do escândalo de Brasília agravarão a situação do PPS, com danos à Direção Nacional. Forma-se na Polícia Federal a convicção de que o partido tinha participação ativa no esquema de corrupção do governo Arruda, a partir do qual teria montado caixa 2 para a campanha eleitoral. A fonte do partido era mesmo a área de saúde onde agora começa a faltar medicamento. O comando de campanha de Serra já foi alertado.

Nenhum comentário: