quarta-feira, 24 de março de 2010

Caso Isabella: Relembre

Reprodução da foto de Isabella de Oliveira Nardoni, de 5 anos, que morreu por volta das 23h50 do dia 29 de março de 2008, ao cair do sexto andar do edifício London, localizado na Vila Mazzei, zona norte de São Paulo.
 Ana Carolina Cunha de Oliveira, de 23 anos, mãe de Isabella Nardoni, de 5 anos, que morreu após ser jogada do 6º andar do Edifício London, na zona norte de São Paulo, deixa o 9º Distrito Policial, no Carandiru, após prestar depoimento.
 Edifício London, localizado na zona norte de São Paulo, onde a menina Isabella Nardoni, de 5 anos, morreu ao cair do sexto andar.
 Peritos do Instituto de Criminalística (IC) voltam ao Edifício Residencial London, 3 dias após a morte de Isabella, em busca de mais provas que ajudem a esclarecer o que aconteceu na trágica noite. A Justiça acatou o pedido de prisão temporária feito pela Polícia e pelo Ministério Público contra o pai e a madrasta de Isabella. Com a decisão, o delegado Calixto Calil Filho, titular do 9º Distrito Policial, passa a considerar os dois como suspeitos de assassinar a garota.
 Alexandre Alves Nardoni chega ao 77º DP (Santa Cecília), na região central de São Paulo, para cumprir prisão temporária por suspeita da morte de sua filha, Isabella Nardoni, de 5 anos.
Alexandre Alves Nardoni ao sair do 9º Distrito Policial de São Paulo, na zona norte da capital paulista. Alexandre é pai da menina Isabella, de 5 anos, que foi jogada do sexto andar do edifício onde moram. Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, madrasta da garota, também se apresentou à polícia após ter a prisão preventiva decretada ontem pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.
 Alexandre Alves Nardoni ao sair do 9º Distrito Policial de São Paulo, na zona norte da capital paulista. Alexandre é pai da menina Isabella, de 5 anos, que foi jogada do sexto andar do edifício onde moram. Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, madrasta da garota, também se apresentou à polícia após ter a prisão preventiva decretada ontem pelo Tribunal de Justiça de São Paulo.
 A madrasta de Isabella, Anna Carolina Jatobá, também é suspeita da morte da menina de 5 anos. 
 Pessoas gritam por justiça em frente à delegacia policial onde o casal Nardoni presta depoimento. 
 O promotor Francisco Cembranelli, responsável pela investigação da morte da menina Isabella Nardoni, de 5 anos, concede entrevista coletiva no Ministério Público Estadual (MPE) em São Paulo.
 Mulher faz protesto silencioso na rua onde mora o advogado Antônio Nardoni, pai de Alexandre Nardoni, contra a morte da menina Isabella de Oliveira Nardoni, ocorrida no dia 29 de março.
 Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jarobá deixam a casa do pai de Alexandre, Antônio Nardoni.
 A mãe Ana Carolina Oliveira recebe cumprimento do seu irmão na missa de sétimo dia da sua filha Isabella Nardoni, realizada na Igreja Nossa Senhora da Candelária, na Vila Maria, na Zona Norte de São Paulo.
 Alexandre Nardoni, pai da menina Isabella, chega ao 9º DP (Carandiru) em uma viatura do GOE (Grupo de Operações Especiais) para depor sobre a morte de sua filha Isabella.
 O casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá deixam o 9º Distrito Policial, no bairro do Carandiru, zona norte de São Paulo após prestarem depoimento sobre a morte da menina Isabella Nardoni. Eles foram indiciados ontem pelo assassinato da criança, em 29 de março.
Alexandre Nardoni, acusado de jogar a filha Isabella do 6º andar do Edifício Residencial London, é levado pela polícia para prestar depoimento.
Cartazes são colocados na entrada do prédio onde moram os pais de Anna Carolina Jatobá, em Guarulhos, na grande São Paulo, após entrevista exclusiva concedida por Anna e Alexandre Nardoni a um canal de televisão.
 O pai de Alexandre Nardoni, Antônio Nardoni, e a irmã.
Peritos do Instituto de Criminalística fazem reconstituição da morte de Isabella. A boneca pendurada é uma simulação de como a menina teria sido jogada pela janela do apartamento do 6º andar do Edifício London, na zona norte de São Paulo.
Peritos do Instituto de Criminalística fazem reconstituição da morte de Isabella. A boneca pendurada é uma simulação de como a menina teria sido jogada pela janela do apartamento do 6º andar do Edifício London, na zona norte de São Paulo.

Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, pai e madrasta da menina Isabella, deixam o 9º Distrito Policial, no Carandiru, na zona norte da capital paulista, onde foram notificado oficialmente da prisão preventiva.
Anna Carolina é encaminhada para a carceragem do 97º Distrito Policial e Alexandre para o 13º Distrito.
Alexandre Alves Nardoni, pai da menina Isabella de Oliveira Nardoni, chega ao Fórum de Santana, na zona norte de São Paulo, para ser ouvido.
 Presidiárias escrevem homenagem para Isabella em pátio no Dia das Mães.
Ana Carolina de Oliveira, mãe da menina Isabella Nardoni, acompanha missa do padre Marcelo Rossi em São Paulo em homenagem à Isabella, que morreu no dia 29 de março após ser jogada do prédio onde o pai e madrasta moravam, na zona norte da capital.

Nenhum comentário: