terça-feira, 2 de março de 2010

Agricultoras de Ipixuna terão dia dedicado ao debate sobre saúde e violência.

Cerca de 100 agricultoras de 12 comunidades de Ipixuna do Pará, no nordeste do Estado, serão homenageadas com uma programação especial da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), em parceria com a prefeitura. O evento acontecerá nesta sexta-feira (5), a partir de 8h, para marcar o Dia Internacional da Mulher, no próximo dia 8.
Ônibus levarão as agricultoras de suas casas, na zona rural, ao centro do município. No ginásio de esportes haverá duas palestras, proferidas por especialistas da prefeitura, sobre Saúde da Mulher (com subtemas como preventivo ginecológico) e Violência Doméstica (com explicações sobre a Lei Maria da Penha, por exemplo).
O evento é específico para as mulheres, para que elas fiquem à vontade para esclarecer dúvidas, desabafar e dar opiniões. Haverá um café da manhã e, após as palestras, um almoço, as duas refeições preparadas com produtos da agricultura familiar local, como mandioca, que se destaca na produção do município.
Transformação - "Infelizmente, o meio rural ainda é muito machista, patriarcal. É um processo histórico, que só recentemente começou a se transformar. Falta informação às mulheres, conhecimento da lei e mentalidade de independência. Precisamos esclarecer as políticas públicas específicas para as mulheres, como o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf, linha Mulher), e estimular a independência financeira, a igualdade de gêneros. Às vezes, em trabalho de campo, quando consultamos as mulheres a respeito de algum assunto importante, muitas se inibem em tomar decisões, pedindo-nos que perguntemos aos maridos, porque seriam eles que resolveriam as coisas", diz a engenheira agrônoma e bióloga Lidiane Silva, chefe do escritório local da Emater.
Em Ipixuna o volume de crédito agrícola liberado em nome das mulheres é mínimo e não chega a 1%. Uma das soluções para essa barreira é fortalecer as mulheres, garantindo-lhes documentação e capacitação continuada, a partir de iniciativas como a do mutirão do Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), que, em 2008, com o apoio da Emater, garantiu registro de identidade (RG), cadastro de pessoa física (CPF) e carteira de trabalho e Previdência Social (CTPS) a mais de 600 agricultoras de Ipixuna.
Secom, com informações da Ascom/Emater

Nenhum comentário: